quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

REFLEXÕES SOBRE ELABORAÇÃO DE PROJETOS


          Ao meu ver os projetos objetivam  contribuir para formar cidadãos críticos, reflexivos, participantes do seu próprio mundo, cientes de seus deveres e potencialidades, capazes de refletir e buscar soluções para problemas da sua escola, da sua comunidade e do seus país; preparar sujeitos ativos, solidários e democráticos, a fim de que possam  participar e aperfeiçoar a comunidade concreta da qual fazem parte.
            Os projetos são uma das formas de organizar o trabalho didático, podendo integrar diferentes modos de organização curricular. Podem ser utilizado, por exemplo, em momentos específicos do desenvolvimento curricular de modo a envolver mais de um professor e uma turma, articular o trabalho de várias áreas, ou realizar-se no interior de uma única área.
            A organização de conteúdos contextualizados em projetos, como forma de desenvolver atividades de ensino e aprendizagem, favorece a compreensão da multiplicidade de aspectos que compõem a realidade, uma vez que permite a articulação de contribuições de diversos campos do conhecimento. Esse tipo de organização permite que se dê relevância às questões dos Temas Transversais, pois os projetos podem se desenvolver em torno deles e serem direcionados para metas objetivas, com  a produção de algo que sirva como instrumento de intervenção nas situações reais, ao longo das reuniões com a comunidade escolar (Conselho de classe, reuniões de áreas e reuniões de pais). Professores e alunos compartilham os objetivos do trabalho e os conteúdos são organizados em torno de uma ou mais questões. Uma vez definido o aspecto específico de um tema, os alunos têm a possibilidade de usar o que já sabem sobre o assunto; buscar novas informações e utilizar os conhecimentos e os recursos oferecidos pelas diversas áreas para dar um sentido amplo à questão.

  “ A Escola deve fornecer a cada indivíduos os
  meios para participar, plenamente de acordo
  com suas capacidades naturais, na  vida social
  e  econômica  da  civilização  moderna,  apare-
  lhando-o, simultaneamente, para compreender
  e orientar-se dentro do ambiente em perpétua
  mudança que caracteriza esta  civilização.”

                          Darcy Ribeiro

Todo projeto é interdisciplinar? É possível desenvolver um projeto focado em um tema de uma determinada área do conhecimento?


Os projetos permitem a integração de diversas áreas do saber, uma vez que para se atingir a construção do conhecimento, é necessário que haja uma adequação à realidade do aluno, tratem de problemáticas de seu interesse, levando a sistematização, formalização, reconstrução e contextualização de conceitos, no sentido mais amplo, abordando os diversos aspectos do tema em questão. Logo não é possível trabalhar com projetos sem que ele seja interdisciplinar.
É comum o trabalho com projetos a partir de um tema gerador, partindo de um conhecimento específico ou disciplinar e no decorrer do mesmo ir interagindo com conhecimentos de outras áreas, numa proposta construcionista. Já o inverso também pode ser realizado, partindo de um tema amplo para chegar a um conceito básico.
Logo, conclui-se que os projetos são potencializadores da interdisciplinaridade, pois não podem ser tomados como um processo meramente individual e sim rico de interações promovidas por múltiplos caminhos e acontece a partir do uso de diferentes formas de expressão proporcionando a aprendizagem significativa.

                                                                                                             

PESTALOZZI


A vida e obra de Pestalozzi estão intimamente ligadas à religião, a necessidade de viver junto da natureza e a de experimentar suas idéias a respeito da educação.  
Foi o primeiro a apresentar o pensamento “aprender fazendo” cujo método era “partir do conhecido para o novo e do concreto para o abstrato, com ênfase na ação e na percepção dos objetos, mais do que nas palavras”.
Os projetos estão ligados as novas formas de ensinar e aprender, na verdade, está ligada ao pensamento de Pestalozzi “ aprender fazendo”. Aprende à medida que produz e que reelabora conceitos e cria relações.
Trabalhar com projetos proporciona diferentes formas de expressão e estimulam a reflexão e a investigação por parte do aluno, o que possibilita a aprendizagem significativa já que desta forma acontece a compreensão de significados a partir do momento em que o aluno relaciona esses significados às suas experiências e vivências, favorecendo assim a construção do conhecimento.

UM PROJETO PROFISSIONAL


Gosto muito de trabalhar com projetos. No CIEP 321 Dr. Ulysses Guimarães, escola em que trabalho, desenvolvo vários projetos, procurando sempre atingir toda a comunidade escolar. Acredito que com projetos atingimos a aprendizagem significativa, pois os alunos aprendem sendo os protagonistas, ou seja, aprendem fazendo.
Atualmente estou com o projeto do Ecoposto Ulyg,  onde a partir da necessidade de  ter um local apropriado para depositar o óleo de cozinha usado, diariamente, resolvi pedir a escola um espaço para fazer um posto de recolhimento de  óleo usado, pets, pilhas e baterias, a fim  de proporcionar um destino certo  para esses materiais.
Em um primeiro momento fizemos uma gincana ecológica para premiar a turma que trouxesse mais óleo, pets e pilhas; e em pouco tempo a comunidade escolar se conscientizou  abraçando o projeto como uma causa ambiental.
Hoje temos 5 agentes ambientais que fazem a conscientização dos impactos causados pelo descarte incorreto desses materiais, envolvendo também a comunidade local.
Esse ecoposto tem feito um grande sucesso, tanto que a comunidade local também aderiu a causa.
O óleo usado é vendido ao disk-óleo vegetal, que encaminha uma parte do óleo para a Neutral para a produção de sabão e a outra parte para a Bahia, para a produção de biodisel. Com isso o projeto passa a ser auto-sustentável, pois com o dinheiro, fazemos folhetos informativos, faixas para informar a comunidade sobre o ecoposto, camisas diferenciadas para os agentes ambientais, confecção de um porta-pets gigante, entre outros.
O projeto foi tão bem aceito que já foi reconhecido  e divulgado pelas grandes mídias (jornal O Globo, O dia, Tv escola, Jornal Educar, Jornal do Bairro Jacarepaguá, entre outros.)
No blog que criei para a escola (WWW.blogulyg.blogspot.com ) é possível ver imagens das etapas do projeto e das reportagens sobre o mesmo.
Mônica Lacerda Siqueira

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

TRABALHANDO COM PROJETOS

      O trabalho com projetos é positivo tanto para o aluno quanto para o professor. Ganha o professor, que se sente mais realizado com o envolvimento dos alunos e com os resultados obtidos; ganha o aluno, que aprende mais do que aprenderia na situação de simples receptor de informações. Assim a informação passa a ser tratada de forma construtiva e proveitosa e o estudante desenvolve a capacidade de selecionar, organizar, priorizar, analisar, sintetizar etc.

     O projeto nasce de um questionamento, de uma necessidade de saber, que pode surgir tanto do aluno quanto do professor. A chave do sucesso de um projeto está em sua base: a curiosidade, a necessidade de saber, de compreender a realidade.